COMO LIDAR COM ADVERSIDADES E LIVRAR DOS LAÇOS DE AMARGURA – parte 1 - Fonte da Vida

Seja o primeiro a comentar

COMO LIDAR COM ADVERSIDADES E LIVRAR DOS LAÇOS DE AMARGURA – parte 1

 

‘Certa vez quando terminou de comer e beber em Siló, estando o sacerdote Eli sentado numa cadeira junto à entrada do santuário do Senhor, Ana se levantou e, com a alma amargurada, chorou muito e orou ao Senhor .’

1 Samuel 1:9-10   PT-NVI

 

Podemos aprender muito com o testemunho de Ana, como ela superou um momento difícil na sua vida, sem permitir laços de amargura dominar seu coração, e alcançou a benevolência de Deus através da sua determinação e da sua fé.

Durante anos seguidos Ana conviveu com uma situação de esterilidade que a impediu de ter filhos. Neste período sofreu provocações de sua rival, também esposa do seu marido Elcana, e ficou profundamente triste. Mesmo recebendo muito conforto do seu esposo, seu coração ficou muito amargurado com aquela situação. No entanto ela tomou uma posição de não se entregar a amargura e começou a clamar a Deus, até que o Senhor a atendeu e lhe deu muitos filhos.

Vejamos os passos de Ana até alcançar sua vitória:

  • Não deu ouvidos para provocação do adversário.

Em momentos de adversidade o inimigo envia mensageiros para te provocar, questionar sua fé e por em duvida a fidelidade de Deus para contigo. Enquanto você está aguardando o seu milagre e ainda não tem respostas, ignore suas provocações, não de atenção a ele, e prossiga sua caminhada com Deus, firme na fé!

‘E porque o Senhor a tinha deixado estéril, sua rival a provocava continuamente, a fim de irritá-la.  Isso acontecia ano após ano.

Sempre que Ana subia à casa do Senhor, sua rival a provocava, e ela chorava e não comia.’

1 Samuel 1:6-7  PT-NVI

 

 

  • Não rejeitou ou censurou a ajuda de seu esposo, que tentou confortá-la, apesar de não ter condições de solucionar sua crise.

Somos humanos e limitados, temos que entender só Deus pode solucionar algumas situações que enfrentamos na vida. Mas não devemos maltratar ou desconsiderar o apoio de pessoas que nos amam, apesar de serem limitados.

‘Elcana, seu marido, lhe perguntava: “Ana, por que você está chorando? Por que não come? Por que está triste? Será que eu não sou melhor para você do que dez filhos?” ‘ 1 Samuel 1:8 PT – NVI

  • Não se afastou do santuário de Deus, mas manteve firme na sua fé, apresentando seu continuo clamor na casa de Deus.

Ana não se conformou com a esterilidade, nem se entregou a amargura de sua alma, mas derramou sua dor no altar perante o Senhor clamando pela sua misericórdia. Também fez um voto consagrando o fruto do seu milagre ao Senhor, caso fosse atendida. Não temas fazer votos de consagração perante o Senhor, e não se afaste da sua igreja. Quanto maior a pressão, maior seja sua intensidade de clamor e sua aliança com a igreja. Pois seu socorro vem do Senhor através da sua igreja.

 

‘Certa vez quando terminou de comer e beber em Siló, estando o sacerdote Eli sentado numa cadeira junto à entrada do santuário do Senhor, Ana se levantou e, com a alma amargurada, chorou muito e orou ao Senhor. ‘

1 Samuel 1:9-10   PT-NVI

 

 

‘E fez um voto, dizendo: “Ó Senhor dos Exércitos, se tu deres atenção à humilhação de tua serva, te lembrares de mim e não te esqueceres de tua serva, mas lhe deres um filho, então eu o dedicarei ao  Senhor  por todos os dias de sua vida, e o seu cabelo e a sua barba nunca serão cortados”.   ‘

1 Samuel 1:11

Bp. Paulo Sérgio

Os comentários estão desativados.